No Dia da Consciência Negra a RNBC indica 11 coisas de preto que você precisa ler

Nascida em Ibiá, Minas Gerais, em 1970, a escritora, roteirista e dramaturga Ana Maria Gonçalves é um importante nome da litera...






Nascida em Ibiá, Minas Gerais, em 1970, a escritora, roteirista e dramaturga Ana Maria Gonçalves é um importante nome da literatura brasileira contemporânea e uma das vozes mais atuantes do Brasil em assuntos raciais e culturais. Sua obra de maior proeminência é o romance Um defeito de cor (2006), vencedor do Casa de Las Américas, prêmio latino-americano de literatura, na categoria "melhor romance brasileiro".


Um Defeito de Cor narra a história de Kehinde, negrinha de 8 anos capturada no Daomé (Benin), no princípio do século XX, trazida pro Brasil, rodando por Bahia, Maranhão, Santos, São Paulo, e por aí vai, nesse mundo perdido que era o Brasil. A saga de Kehinde atravessa oito décadas, mais ou menos o mesmo tempo que o negro Damião vive no romance de Josué Montello, ouvindo Os Tambores de São Luís, romance já merecidamente clássico.   
Millôr Fernandes  
                                


"Um defeito de cor" (Editora Record, 2006)



Sirlene Barbosa é professora de língua portuguesa e doutoranda em Educação pela PUC­SP. Carolina é sua primeira HQ. Sirlene Brabosa foi também a primeira indicada ao Jabuti de HQ por Carolina. Ela reuniu um grande material de pesquisa sobre vida e obra de Carolina de Jesus, que receberam um roteiro lindamente desenhado por João Pinheiro. 

Sirlene e João mergulharam na biografia de Carolina Maria de Jesus e em sua obra mais conhecida "Quarto de Despejo". Com um roteiro muito bem cuidado, João Pinheiro produziu imagens impactantes para esta HQ. 

Carolina (Editora Veneta, 2016)


O livro O mundo no black power de Tayó conta a história de uma bela menininha de 6 anos que gosta de brincar, adora animais e se orgulha da pele e dos olhos negros, dos seus traços marcantes e, especialmente, de seu cabelo black power, que enfeita dos mais variados e criativos jeitos: com cordões, estrelas, laços e às vezes livre e vasto como o universo.

O nome Tayó, que vem do idioma africano ioruba e significa “da alegria”, espelha a forma como a garota se relaciona com todos a sua volta e com suas raízes ancestrais. Vencedora do Prêmio ProAC de Cultura Negra em 2012, a obra traz uma bela mensagem de valorização de nossas raízes culturais.

'Tayó é uma princesinha que chega em forma de espelho para que outras princesinhas se mirem, se reconheçam e cresçam, cumprindo a única missão que nos foi dada, ao virmos viver neste planeta: a de sermos felizes.'

Oswaldo Faustino

"O mundo no black power de Tayó" (Editora Peirópolis, 2013)


Veja que belo tambor o Benedito encontrou! Benedito é uma criança que se encanta pela batida do tambor do Congado, uma festa em que as pessoas cantam e dançam com muita alegria. O tambor do Benedito não é apenas um brinquedo, é um instrumento que guarda memórias ancestrais de um povo! Você sabe o que significa “ancestral”? É tudo que se refere ao que viveu lá no passado... E é com a criação do Benedito que o escritor e ilustrador Josias Marinho nos apresenta essa manifestação que faz parte da cultura brasileira

"Benedito é um livro álbum de extrema doçura e de lindas metáforas sobre imersão cultural, sobre continuidade, ancestralidade".
Bel Santos Mayer

"Benedito" (Editora Caramelo, 2014)


Para mim Cidinha da Silva é a principal cronista da atualidade. Ela fala absolutamente sobre todos os temas importantes que impactam nossas vidas, especialmente as vidas negras. #ParemDeNosMatar, como ela mesma disse em algum lugar, não é um pedido: é uma ordem. Leitura obrigatória para sairmos da invisibilidade ou insensibilidade à morte de pessoas negras. "Vidas Negras Importam".
A minha crônica preferida é "Quando a palavra seca" sobre o assassinato de Cláudia. Esta crônica se encerra com as seguintes palavras:

"Perde-se o sono e não se sabe a fórmula do conforto para reencontrá-lo. Tudo perde o sentido. A vida perde a poesia. A condição humana é rebaixada a cada ação policial" (p.159)

Bel Santos Mayer

#ParemDeNosMatar (Editora Ijumaa, 2016)


Em primeira pessoa, a adolescente Kambili mostra as consequências terríveis da religiosidade fanática de seu pai, Eugene, um homem muito rico, dono de fábricas e de um jornal progressista na Nigéria. Com sua família sendo gradativamente destruída pelo comportamento violento e abusivo do seu pai, Kambili ainda se apaixonada por um padre e vive a experiência de trocar uma vida de riquezas pela simples casa da tia, professora universitária em tempos de crise.

"Hibisco Roxo" (Editora Companhia das Letras, 2003)




Nos quinze contos que enfeixam Olhos d’água, de Conceição Evaristo, a temática está relacionada às agruras diárias pelas quais passam os afro-brasileiros numa sociedade excludente como a nossa. Nessas pungentes narrativas, ainda que existam alguns protagonistas masculinos, a ênfase centra-se em personagens femininas, muitas delas figurando parcial ou totalmente nos nomes de alguns dos contos.

"Olhos D'agua" (Editora Pallas/FBN)


Em versos que retratam as inquietações, provocações, sensações, angústias e prazeres da vida pela ótica de uma mulher negra, a obra é dividida em três capítulos que dão título ao trabalho. Mel Amaro Duarte é poeta, slammer, produtora cultural e vídeomaker. Formada em comunicação social- RTV, a paulistana de 27 anos lançou seu primeiro livro, intitulado “Fragmentos Dispersos”, em 2013. Trabalha com literatura independente desde 2006 quando conheceu o movimento dos Saraus nas diversas regiões de São Paulo

"Negra Nua Crua" (Editora Ijumaa, 2015)


"Ao ler este livro, você caminhará ao lado de uma criança bela, corajosa e sensível, fortalecida por sua ancestralidade, mas que também vivencia o racismo e a discriminação. Situações fortes e presentes na infância, esses desafios são identificados pela neta de Anita – filha do Sol – e, de maneira delicada, mas com o vigor necessário, serão enfrentados por meio da cumplicidade e do conhecimento. "

Mara Evaristo

"A Neta de Anita" (Editora Mazza, 2017)


Muito tem se falado ultimamente sobre o conceito de lugar de fala e muitas polêmicas acerca do tema têm surgido. Fazendo o questionamento de quem tem direito à voz numa sociedade que tem como norma a branquitude, masculinidade e heterossexualidade, o conceito se faz importante para desestabilizar as normas vigentes e trazer a importância de se pensar no rompimento de uma voz única com o objetivo de propiciar uma multiplicidade de vozes. Partindo de obras de feministas negras como Patricia Hill Collins, Grada Kilomba, Lélia Gonzalez, Luiza Bairros, Sueli Carneiro, o livro aborda, pela perspectiva do feminismo negro, a urgência pela quebra dos silêncios instituídos explicando didaticamente o que é conceito ao mesmo tempo em que traz ao conhecimento do público produções intelectuais de mulheres negras ao longo da história.

"O que é lugar de fala?" (Grupo Editorial Letramento, 2017)


Organizada por Wellington de Melo com base na primeira edição, feita por Sennor Ramos, esta obra reúne os livros de Miró publicados entre 1985 e 2012, onde é possível enxergar o ritmo, a voz e o gestual performático que caracterizam sua poesia: dizCrição (2012), Quase crônico (2010),Tu tás aonde? (2007), Onde estará Norma? (2006), Pra não dizer que não falei de flúor (2004), Poemas para sentir tesão ou não (2002), Quebra a direita, segue a esquerda e vai em frente (1999), Flagrante deleito (1998), Ilusão de ética (1995), São Paulo é fogo (1987) e Quem descobriu o azul anil? (1985).

João Flávio Cordeiro da Silva, Miró, é poeta e nasceu em 1960 no Recife. Morou por muitos anos no bairro de Muribeca.Publicou diversos livros de forma independente ou com a colaboração de amigos, entre eles, Quem descobriu o azul anil? (1985), Ilusão de ética (1995), Pra não dizer que não falei de flúor (2004), DizCriação (Andararte, 2012), aDeus (2015) e O penúltimo olhar sobre as coisas (2016), ambas da Mariposa Cartonera. Tem poemas traduzidos para o francês e para o espanhol. É uma das vozes mais inventivas da poesia independente do Brasil

"Miró até agora" (Cepe Editora, 2016)

Comentários

$type=blogging$count=7$va=0$nav=1$show=noticias.html

$type=blogging$count=7$va=0$nav=1$show=meu-nome-e-biblioteca.html

$type=blogging$count=7$va=0$nav=1$show=30-dias-pela-leitura.html

Cidades$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=outras.html

Integrantes$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=sp.html

Integrantes$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=rs.html

Integrantes$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=rj-paraty.html

Integrantes$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=rj-nova-iguacu.html

Integrantes$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=rj-rio-de-janeiro.html

Integrantes$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=rj-duque-de-caxias.html

Integrantes$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=pe.html

Integrantes$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=mg.html

Integrantes$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=ce.html

Integrantes$type=three$a=0$cm=0$va=0$rm=0$m=0$s=0$c=50$l=0$h=209$show=ba.html

Nome

- BA - Baixada Literária - CE - Jangada Literária - LiteraSampa - Mar de Leitores - MG - Outras Bibliotecas - PE - Rede de Bibliotecas Comunitárias de Salvador - Redes de Leitura - Releitura - RJ - RS - Sou de Minas Uai! - SP - Tecendo uma Rede de Leitura -- Porto Alegre 10° Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias 11ª Feira do Livro de São Luís 1ª Festa Literária do Coque 23° Concurso FNLIJ 2º Encontro da RNBC 30 Dias Pela Leitura 3º Encontro da RNBC 4º Encontro da RNBC 5º Encontro da Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias 5º Encontro da RNBC 6° Seminário de Leitura da Rede de Bibliotecas Públicas e Comunitárias de Betim 6º Encontro RNBC A formação e a gestão de uma biblioteca comunitária A Hora da Estrela A Taba Ana Jarvis Ana Muylaert Ana Paula Carneiro André Martins Antonio Candido área de formação e produção de conhecimento da RNBC Arraial Literário Automação de Bibliotecas Comunitárias Bahia Baixada Literária Beethoven Lima Bel Santos Mayer Belém do Pará Betim Biblioo Biblioteca Comunitária Ademir dos Santos Biblioteca Comunitária Aninha Peixoto Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura Biblioteca Comunitária Carolina Maria de Jesus Biblioteca Comunitária Criança Feliz Biblioteca Comunitária do Arvoredo Biblioteca Comunitária do Calabar Biblioteca Comunitária do Cristal Biblioteca Comunitária do Peró Biblioteca Comunitária Girassol Biblioteca Comunitária MANNS Biblioteca Comunitária Maria Rita Almeida de Andrade Biblioteca Comunitária Paulo Freire Biblioteca Comunitária Sandra Martini Biblioteca Comunitária Tia Jana Biblioteca Comunitária Wagner Vinício Biblioteca Comunitária Ziraldo Biblioteca de cores Biblioteca Municipal Governador Leonel de Moura Brizola Biblioteca Popular do Coque Bibliotecas Belo Horizonte Bibliotecas Betim Bibliotecas Comunitárias :impacto na formação de leitores Bibliotecas Duque de Caxias Bibliotecas Fortaleza Bibliotecas Guarulhos Bibliotecas Mauá Bibliotecas Nova Iguaçu Bibliotecas Paraty Bibliotecas Porto Alegre Bibliotecas Recife Bibliotecas Sabará Bibliotecas Salvador Bibliotecas Santa Luzia Bibliotecas São Gonçalo do Amarante Bibliotecas São Paulo Bienal do Livro do Ceará Bienal do Livro Rio Bienal Internacional do Livro Rio Blog das Letrinhas Brasília Brechoteca Biblioteca Popular Bruninho Souza Camila Schoffen Tressino Campanhas Caravana do Leitor Carlos Honorato Carnaval Castro Alves Ceará Cem anos de solidão Centro de Cultura Luiz Freire Cidade Partida Cido Cruz Cine Debate Clarice Lispector clipping Clube de Mães do Cristal Companhia das Letras Comunicação Conexão Futura Conexão Leitura Consciência Negra CRB10 dedicatórias de amor em livros Dia da Literatura Brasileira Dia das Mães Dia do Bibliotecário Dia do Trabalhador Dia dos namorados Dia Internacional Contra a Homofobia Dia Internacional da Mulher Dia Internacional do Livro Infantil Dia Mundial da Gentileza Dia Mundial da Poesia Dia Mundial do Livro Dia Nacional da Biblioteca Dia Nacional da Poesia Dia Nacional do Livro Dia Nacional do Livro Infantil Dois cafés e a conta Duque de Caxias Editora Planeta Encontro Nacional 2016 Encontros Entre - Redes Ernani Ssó Escola de Cinema Darcy Ribeiro Estadão Fabio Lyra Faculdades São José Feira do Livro de Porto Alegre FELIC Festa Literária da Baixada FLIB FLIP Formação em Orçamento e Direitos com as Redes de Bibliotecas Comunitárias Fórum Social Mundial 2018 FSM Fundação Itaú Social Gabriel García Márquez Geovani Martins Greve Geral Ilha Literária Rede de Bibliotecas Comunitárias de São Luís Incidência Política INESC Informativos Instituto C&A Instituto Pró Livro Jangada Literária Janine Durand João Cabral de Melo Neto José de Alencar José Eduardo Agualusa Lei Castilho LER Salão Carioca do Livro Letramentos e Direitos Humanos LGBTQ Literasampa Literatura Africana Literatura Infantil Literatura Negra Mara Esteves Maranhão Marielle Franco Mauro Ventura Mayara Leite Medellín Meu nome é Biblioteca Mulheres e poder um manifesto Museu Afro Brasil Natalia Reis Notícias Nova Iguaçú O direito a literatura O Globo O Sol na Cabeça Ocupa Literatura Olhar TVT Outubro Rosa Parada do Livro Paraty Paula Taitelbaum Paulo César Teixeira Paulo Freire PEC 55 Pedagogia PELLLB Pernambuco PLS212/2016 PMLLLB PNLE Poesia Política Nacional de Leitura e Escrita Porto Alegre Prêmio AGES Prêmio Atenéa Felistoffa Prêmio Brasil Criativo Prêmio IPL Prêmio Zenaira Garcia Marques Programa Como Será Programa Planeta de Leitores Programa Prazer em Ler Que horas ela volta Rafael Andrade Recife Rede de Bibliotecas Comunitária de Salvador Rede de Bibliotecas Comunitárias Amazônia Literária Rede de Bibliotecas Comunitárias Conexão Leitura Rede de Bibliotecas Comunitárias de Salvador Rede de Bibliotecas Públicas e Comunitárias de Betim Rede Globo Rede Mar de Leitores Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias Redes de Leitura Bibliotecas Comunitárias de Porto Alegre Reforma da Previdência Regina Volpato Releitura PE Renata Costa Retratos da Leitura Revista Biblioo Revista Canjerê Rio de Janeiro RNBC Rogério Vicious Salão do Livro Político Salvador São Luís São Paulo São Paulo. Literasampa Sarau Sarau das Bibliotecas Sarau das Gurias Sarau do Terror Sarau Feminista Seminário de Bibliotecas Comunitárias de São Luís Seminário de Leitura Shirley Garrido Sistema de classificação por cores Sistematização Sou de Minas Uai Tecendo Uma Rede de Leitura TV Brasil TV Escola UFPE UFRJ UFRRJ UNIRIO Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Vídeos XI Caldeirão Cultural do Subúrbio XII Seminário Prazer em Ler
false
ltr
item
RNBC: No Dia da Consciência Negra a RNBC indica 11 coisas de preto que você precisa ler
No Dia da Consciência Negra a RNBC indica 11 coisas de preto que você precisa ler
https://2.bp.blogspot.com/-sN4U4dsbqWw/WhIXk41B1lI/AAAAAAAAAqM/nD-86pNNspsQGUJSiIl42xKmNjjWkKwbgCLcBGAs/s640/11%2Bcoisas%2Bde%2Bpreto%2Bque%2Bvoc%25C3%25AA%2Bprecisa%2Bler.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-sN4U4dsbqWw/WhIXk41B1lI/AAAAAAAAAqM/nD-86pNNspsQGUJSiIl42xKmNjjWkKwbgCLcBGAs/s72-c/11%2Bcoisas%2Bde%2Bpreto%2Bque%2Bvoc%25C3%25AA%2Bprecisa%2Bler.jpg
RNBC
https://www.rnbc.org.br/2017/11/no-dia-da-consciencia-negra-rnbc-indica.html
https://www.rnbc.org.br/
https://www.rnbc.org.br/
https://www.rnbc.org.br/2017/11/no-dia-da-consciencia-negra-rnbc-indica.html
true
3600363283393275342
UTF-8
Não foi encontrada nenhuma postagem Veja mais Leia mais Resposta Cancelar resposta Deletar Por Home Páginas Postagens Veja mais Recomendado para você Tag Arquivo Busca Todas as postagens Não foi encontrado nenhuma postagem Voltar para Home Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto há pouco $$1$$ minutos atrás 1 hora há pouco $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás Há mais de 5 semanas Seguidores Seguir Este Conteúdo é PREMIUM Por favor, compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar